Selecionados para E-books e Livro

Conheça os selecionados para compor os e-books e o livro impresso fruto dos Seminários de Mídia e Cidadania e Mídia e Cultura realizados pelo PPGCOM da Fic/UFG. As obras serão publicadas ainda no primeiro semestre de 2016.

Todos os trabalhos aprovados foram publicados nos anais de seus respectivos seminários (cidadania e cultura). Após o evento, os coordenadores de cada GT enviaram a seleção de até dois artigos para compor os e-books (cidadania e cultura) e também mais um artigo para compor o livro impresso com o título “Mídia e Desigualdade”, com o requisito primordial um trabalho que dialogasse com a temática do evento e do livro, considerando como critério a avaliação do coordenador e a posterior avaliação dos organizadores do livro.

Apenas os artigos apresentados durante o SEMIC participaram das seleções para E-books e Livro impresso. Artigos selecionados para os e-books não poderiam compor o livro impresso. Outras questões: quando o GT não indicasse artigo para o livro, por falta de aderência ao tema “Mídia e Desigualdade”, poderia indicar mais um para o e-book (limitando-se, nesse caso, a três artigos); outra situação foi que, por alguns GTs não possuírem artigos que cumpririam o pré-requisito temático, foi aberta a possibilidade de outros GTs sugerirem mais trabalhos com aderência ao tema, o que por sua vez deveria passar pela avaliação dos organizadores do livro para verificação da pertinência de conteúdo, bem como adequação aos parâmetros do projeto estrutural da obra. Tudo isso resultou na relação dos trabalhos abaixo. Parabéns aos selecionados!

.

E-BOOK: TÓPICOS EM MÍDIA E CIDADANIA
Jornalismo e Cidadania: O Movimento Passe Livre nas páginas da Folha de S. Paulo
Pouco Se Cria, Quase Tudo Se Copia: Os Formatos Do Serviço E Da Emoção No Telejornalismo Goiano
A síndrome de Mayer-Rokitansky-Kuster-Hauser (SMRKH) em matéria on-line: estigmatização de pacientes na mídia.
Revista Veja: Doxa travestida de epistema: Quando a opinião se camufla no Jornalismo
Série Viral: a conscientização sobre a Aids na internet
Representações Sociais e Comunicação: Meios de Comunicaçao, Receptores e a Realidade SociaL
Driblando a invisibilidade na mídia: estratégias de sujeitos LGBTs na Copa do Mundo de 2014
Entre Doentes e Anormais – Representação da Loucura no Programa A Liga
.
E-BOOK: TÓPICOS EM MÍDIA E CULTURA
A comunicação do Instituto Federal Goiano: resultados da pesquisa de mestrado.
A importância da preservação da memória para as organizações: um relato de trabalho do Estúdio da FIC/UFG.
O uso do marketing pelos cirurgiões-dentistas: um estudo na cidade de Goiânia.
Um cidadão do céu e da Terra: uma análise do discurso do pastor Silas Malafaia
Práticas discursivas sobre corpos das mulheres na mídia: um olhar sobre o healthism
Uma Cartografia das Rupturas de Sentidos do Corpo Midiático
“Her”: Onde acaba o virtual e começa o real? Uma análise fílmica das interfaces da mídia contemporânea
“Do you like hurting other people?” O mecanismo de feedback como fator comunicacional em Hotline Miami
Notas sobre representação do eu e performance no documentário
Interfaces da Comunicação: a representação política na produção científica da Compós
Gêneros Ficcionais na Produção Midiática: Narrativas Humorísticas nos Primeiros 50 anos de Rádio no Brasil
As narrativas imagéticas: tecnologias do imaginário construindo o self pós-moderno
.
LIVRO: MÍDIA E DESIGUALDADE

A Mulher Vítima de Violência no Telejornalismo Brasileiro – Uma Análise da Realidade Goianiense 30
Desigualdade Midiática: A cidadania através do consumo e desempenho 30
Visibilidade LGBT Nas Eleições De 2014: A Voz Dos Políticos, O Silêncio Dos Subalternos 30
Desigualdades no acesso às informações públicas do Governo Federal: Uma análise do dados do e-SIC 30
Circulação simbólica no surgimento do mito de Águas de São João 30
A Estética de Si e a Emergência do Sujeito Mulher Xavante 30
Periscope e o instante: Comunicação e Espaço na crise de Refugiados na Europa 30
Leitura crítica do humor racista em Porta dos Fundos 30
Crônica e desigualdade social: as crianças em situação de rua no discurso crítico de Rachel de Queiroz